domingo, 29 de novembro de 2015

Um novo conceito de ensino - Por Dale Corrêa

O método tradicional de ensino vem, a cada dia, criando abismos gigantes entre a sala de aula e o mundo corporativo. As novas gerações inseridas no mercado sentem-se ávidas por satisfação imediata de suas demandas e as instituições continuam mantendo metodologias ultrapassadas, que há muito eram eficazes, mas que não geram mais resultados efetivos nos alunos nem em sala de aula, tampouco defronte ao mundo dos negócios, frustrando esse público. Resultado de um formato educacional engessado e pouco interessado em novas perspectivas no que se refere a reflexões que possam ser agressivas para os “monopólios” e a atual política instaurada. Impactado e agravado ainda pela legislação trabalhista brasileira, tão inapropriada para a realidade e restritiva para as mentes que voam e expandem a economia.

A proposta de inserção da tecnologia aplicada nas instituições de ensino é uma tendência para suprir o modelo de ensino tradicional, muitas vezes comercial e atravancador, que se preocupa com as avaliações do Ministério, mas não com a qualidade dos profissionais que estão ingressando no mercado e que vão gerar o resultado real da nossa condição no mundo. Instituições que se disponibilizam a investir em formar profissionais e não bacharéis tem o maior diferencial que o mundo dos negócios precisa: atualização e aplicacabilidade. Formar profissionais “by the book” nos torna um país ideológico, não um país realizador. Criar formas de começar e engajar pessoas na vida profissional dentro da escola é sim antecipar problemas graves de inserção e desemprego e criar diferenciais para a vida da “selva” de fora dos muros universitários.


Tecnologia é palavra ordinária. Tecnologia aplicada é diferencial. Tecnologia aplicada e incentivada é luxo. Só as escolas sérias e comprometidas com o futuro dos seus alunos enxergam a clareza do investimento atual. E, infelizmente, ou felizmente, só elas terão oportunidade de serem grandes referências, pois a obsolescência é caminho certo para os cegos.


Dale Corrêa 
Educadora 

Nenhum comentário:

Postar um comentário