sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

A crise e a tecnologia na educação - Por Dale Corrêa

O atual cenário político-econômico vem impactando gravemente no sistema privado educacional. Atrasos de repasses, evasão de alunos, queda efetiva do potencial de consumo, aumento dos custos e despesas operacionais.
As instituições de ensino tem buscado alternativas para se manterem ativas diante deste impacto agressivo da má gestão do orçamento público e das políticas corrosivas ao sistema econômico brasileiro.

Neste contexto, coadjuvam os docentes, vítimas tanto quanto as instituições e alunos. Profissionais qualificados, dedicados e que hoje são meramente figurantes frente a essa situação. Será?
O professor deve ser agente de mudança. E essa denominação não se restringe à sala de aula ou à vida do aluno, mas também à sociedade como um todo. Além de uma visão conscientizadora, há um grande trabalho de arregaçar as mangas para ser feito.

A tecnologia tornou-se grande aliada. Redução de custos, tempo, aumento de qualidade e eficiência são resultados objetivos da utilização correta de ferramentas disponíveis para esse grupo social, que infelizmente ainda não os utiliza de modo adequado ou explorando todo seu potencial dentro de sala. Resultado de uma formação ultrapassada.

Estamos ainda no século passado com relação à utilização da tecnologia dentro da sala de aula. Deste modo, fomentar estudos e práticas que ensejam a reflexão da importância e a implementação deste grande aliado é também papel dos profissionais acadêmicos. Ingressar no mundo da tecnologia é condição para a manutenção no mercado, principalmente porque é um olhar que deve extrapolar a visão pedagógica, mas comercial, pensando no público com o qual teremos que trabalhar daqui para frente.

O fato é que se as instituições não se atualizarem, a equipe docente não imergir nesse universo, o público-alvo da nova geração acabará por repelir naturalmente os “ultrapassados” e o mercado será exclusivo para aqueles que saíram na frente, com a cabeça aberta para a mudança radical do modo de consumo de ensino.

Por Dale Corrêa 
Educadora 


domingo, 29 de novembro de 2015

Um novo conceito de ensino - Por Dale Corrêa

O método tradicional de ensino vem, a cada dia, criando abismos gigantes entre a sala de aula e o mundo corporativo. As novas gerações inseridas no mercado sentem-se ávidas por satisfação imediata de suas demandas e as instituições continuam mantendo metodologias ultrapassadas, que há muito eram eficazes, mas que não geram mais resultados efetivos nos alunos nem em sala de aula, tampouco defronte ao mundo dos negócios, frustrando esse público. Resultado de um formato educacional engessado e pouco interessado em novas perspectivas no que se refere a reflexões que possam ser agressivas para os “monopólios” e a atual política instaurada. Impactado e agravado ainda pela legislação trabalhista brasileira, tão inapropriada para a realidade e restritiva para as mentes que voam e expandem a economia.

A proposta de inserção da tecnologia aplicada nas instituições de ensino é uma tendência para suprir o modelo de ensino tradicional, muitas vezes comercial e atravancador, que se preocupa com as avaliações do Ministério, mas não com a qualidade dos profissionais que estão ingressando no mercado e que vão gerar o resultado real da nossa condição no mundo. Instituições que se disponibilizam a investir em formar profissionais e não bacharéis tem o maior diferencial que o mundo dos negócios precisa: atualização e aplicacabilidade. Formar profissionais “by the book” nos torna um país ideológico, não um país realizador. Criar formas de começar e engajar pessoas na vida profissional dentro da escola é sim antecipar problemas graves de inserção e desemprego e criar diferenciais para a vida da “selva” de fora dos muros universitários.


Tecnologia é palavra ordinária. Tecnologia aplicada é diferencial. Tecnologia aplicada e incentivada é luxo. Só as escolas sérias e comprometidas com o futuro dos seus alunos enxergam a clareza do investimento atual. E, infelizmente, ou felizmente, só elas terão oportunidade de serem grandes referências, pois a obsolescência é caminho certo para os cegos.


Dale Corrêa 
Educadora 

domingo, 30 de agosto de 2015

Lançamento - GEG São José dos Campos - PALESTRAS NA ÍNTEGRA

1º Workshop para Educadores do GEG São José dos Campos

Lançamento GEG São José dos Campos 20/04/2015

PALESTRANTES


Thiago Feijão 

Founder & CEO do Qmágico, uma startup de Educação que acredita que todos devem ter acesso a uma educação personalizada e de excelência, independente de onde esteja.


Glauco Santos 

Professor de História e Filosofia no Instituto São José, professor/bolsista da Fundação Lemann no curso de Ensino Híbrido. É também formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Cásper Líbero




Ana Paula Souza

Especialista em Informática na Educação pela PUCRS. Mediadora na inserção da tecnologia na sala de aula desde 2005. Graduada em Tecnologia em Processamento de Dados pela Faculdade Thereza Porto Marques




Andréa Gonçalves

Pedagoga, pós-graduada em Mídias na Educação pela USP, mestranda em Desenvolvimento Humano pela UNITAU tem como desafio implementar o uso da tecnologia na rede pública de ensino




Vinicius Anjos

Educador, é um entusiasta do uso das ferramentas Google, busca trazer inspirações adquiridas ao longo das inúmeras áreas de atuação e torna-se um multiplicador do uso da tecnologia em sala de aul




Vanessa Polli

Especialista em Direito Digital e Coordenadora do Programa Segurança Digital, que leva para escolas oficinas sobre uso consciente da tecnologia envolvendo alunos, pais e professores.




Jaqueline Lafloufa

Editora no B9, editora da seção BUZZ na revista Galileu (ed. Globo), blogueira do BrasilPost e consultora digital. Também é professora do curso sobre o uso de mídias sociais no Jornalismo na Atlas Media Lab.







CRONOGRAMA

08:30     Credenciamento e Welcome Coffee
09:00     Abertura Oficial - Jaqueline Lafloufa
09:10     Tecnologias para a personalização do aprendizado -Thiago Feijão
09:40     Ensino Híbrido - Glauco Santos
10:10     Possibilidades no uso das Tecnologias - Ana Paula Souza
10:30     Educação e Tecnologia - Desafios no Sistema Público - Andréa Gonçalves
10:50     Uso das ferramentas Google na Educação - Vinicius Anjos
11:10     Segurança na Internet - Um desafio para todos- Vanessa Polli
11:30     Debate com os palestrantes - Todos
11:50     Encerramento - Organização GEG SJCampos


Local do Evento : Espaço Cultural Dom Bosco
Rua: Clóvis Beviláqua, s/n - Jardim Esplanada, São José dos Campos/SP

Inscrições :http://www.eventick.com.br/gegsjcampos